TINTURAS PERMANENTES

TINTURAS PERMANENTES

Ontem e hoje a melhor alternativa para a coloração do cabelo

Em 1907, Eugène Schueller criou a primeira tintura comercial para o cabelo e revolucionou o mundo do cabeleireiro. Seu descobrimento se baseou na parafenilendiamina (PPD). Desde então, a maioria das tinturas para o cabelo contém este composto, assim como amoníaco ou peróxido como agentes que colorem a cutícula do cabelo. Por causa disso, que até o dia de hoje, a tintura permanece sendo a melhor escolha para tingir o cabelo.

As propriedades do amoníaco

O amoníaco é um produto básico na indústria química. Este gás incolor, de cheiro penetrante, é solúvel em água e facilmente biodegradável. As tinturas permanentes contém este componente como alcalinizante, para dissolver e remover os pigmentos naturais, inchar as cutículas e poder colorir o cabelo. A capacidade de inchaço do cabelo é muito melhor com amoníaco que com as alternativas que ultimamente estão presentes no mercado.

Outra vantagem é sua volatilidade: o cabelo se incha, mas volta rapidamente à sua posição normal quando evaporado o amoníaco e o ph do cabelo retorna a seu nível inicial, sem comprometer sua vitalidade. As tinturas sem amoníaco utilizam outras substâncias alcalinas que, devido à sua lenta volatilidade, fazem com que o ph permaneça constante durante mais tempo. Como suas moléculas são maiores e menos eficientes, necessita uma concentração mais alta para conseguir o mesmo resultado.

Os produtos para a coloração do cabelo com amoníaco, além disso, possuem propriedades excelentes para dar brilho e durabilidade à cor, porque penetram desde a raiz, e cobrem eficazmente os cabelos brancos. As tinturas Koleston têm uma ampla gama de cores, em creme ou espuma, para que consiga uma coloração linda, intensa e impactante.

Artigos relacionados